Guilheiro

guilheiro brasao

População: 242 Habitantes

Dista da Sede de Concelho: 20 Km

Área: 14,61 km²

Orago: São Pedro

Guilheiro foi vila e cabeça de concelho com uma só freguesia, tendo recebido foral de D. Sancha Vermuiz em 1251. Regia-se com juiz ordinário, um vereador, um procurador do concelho e escrivão da câmara, estando no criminal sujeita à vila de Sernancelhe. Como símbolo de uma autonomia perdida, conserva o pelourinho, do tipo gaiola e fuste monolítico, datado de 1559.
Guilheiro tinha uma comenda da Ordem de Malta que pertenceu a D. António Manuel, irmão do 2º Conde de Vila Flor. Foi cabeça de um viscondado que D. Pedro II deu a Pedro Jacques de Magalhães, o vencedor da batalha de Castelo Rodrigo.
A igreja Matriz, de fundação românica, foi parcialmente reconstruída no século XVII. Guarda seis pequenas esculturas representando os quatro evangelistas e os apóstolos S. Pedro e S. Paulo, cujas figuras estão consideradas como das melhores imagens arcaicas de granito da arte portuguesa.

Atividades Económicas

Agricultura, pecuária, carpintaria, construção civil e pequeno comércio

Festividades

Santa Bárbara (2º Domingo de Agosto)

Colectividades

Liga dos amigos de Guilheiro e Centro de Cultura, Recreio e Desporto de Guilheiro

Património

Igreja Matriz, pelourinho, edifício da sede da Casa do Povo, capelas de S. Pedro, de Santo António e de Santa Bárbara, cruzeiros, alminhas e fontes romanas

Brasão

Escudo de vermelho, cruzeiro de prata realçado de negro, entre cruz da Ordem de São João de Jerusalém, dita de Malta, de prata e um ramo de castanheiro de ouro, frutado de verde. Coroa mural de prata de três torres. Listel branco, com a legenda a negro: Guilheiro.

Bandeira


Esquartelada de branco e vermelho. Cordão e borlas de prata e vermelho. Haste e lança de ouro.