Aldeia Nova

aldeia nova brasao

População: 332 Habitantes (2011)

Dista da Sede de Concelho: 13,2 Km

Área: 25,60 km²

Orago: Nossa Senhora da Conceição

A esta freguesia, encontra-se indelevelmente ligado o nome de Gonçalo Anes Bandarra. Depois de ter visto o espectro da morte pairando sobre si, o profeta, mal se viu em liberdade, após o perdão, e acabrunhado pelo tenebroso quadro que tinha presenciado, deixou Lisboa e de imediato regressou à sua vila de Trancoso.
A sua voz calou-se e não se sentindo minimamente em segurança na terra a que estava ligada a sua tão grande reputação, foi esconder-se entre montanhas no lugar de Nogueirão, junto ao rio Serabigo, próximo da Aldeia Velha, a cerca de nove quilómetros da vila. Como Irene Avilez Teixeira escreveu na sua “Terra de Sonho e Maravilha”, comprovando o facto “lá estão as ruínas duma velha casa que ele habitou, uma pedra com uma inscrição quase desaparecida e umas pequenas pias onde molhava as solas”. Alguns anos depois, Bandarra abandonaria o seu esconderijo, regressando a Trancoso.
O povoamento desta freguesia remonta a épocas muito recuadas, sendo a toponímia local um forte indicador desse facto. Os topónimos Caldas, Caldas de Lá, Águas Boas, Lavagens e Salvados conduzem à possibilidade de existência de vestígios de exploração das termas numa era remota, tal como é confirmado com o nome Termas do Pisão, já que existem várias nascentes na zona, no vale entre duas elevações rochosas.
Estes afloramentos graníticos são referenciados na toponímia por Penedo Alto, Cabeças, Atalaia, Ladeira da Cabeça da Corga e Penedos Junjidos, apontando este último nome para a existência de uma anta, que infelizmente se encontra num estado de degradação tal que é quase impossível deduzir, actualmente, o que quer que seja da planta do monumento, dimensão, número e disposição dos esteios, sendo necessário proceder a uma escavação para serem fornecidos mais dados sobre o tipo de construção.
Existem ainda outros topónimos de interesse arqueológico na freguesia, como Seixal, Portela, Cabeço da Torre, Almofala, Quinta de Castelo Mendo, Cova dos Mouros, local onde apareceram numa área de dispersão de cerca de cinquenta metros mais de dez sepulturas escavadas na rocha do tipo antropomórfico. Em relação a mouros, já o pároco de Aldeia Velha, em 1758, se referia ao “sítio chamado castelo”, explicando que “tem este nome este sítio por ser castelo em que os mouros habitaram quando possuíram estas terras, e neste sítio se vê ainda hoje vestígios da sua habitação”.
Nos primórdios da monarquia portuguesa, existia aqui uma importante quintã medieval, como se infere dum texto inserto num livro de linhagens, onde é citado o fidalgo “Soeiro Pais, filho de Paio Pires de Aldeia Nova”. Até aos inícios do último quartel do século passado, Aldeia Nova e Aldeia Velha eram duas freguesias independentes, dando-se a sua junção cerca de 1890. Cada uma tinha o seu pároco, sendo ambas apresentadas pelo vigário de S. João intramuros.
No relatório paroquial de 1758, as Termas do Pisão são referidas como “huma fonte que lança meya telha de agoa e esta é quente em todo o tempo e por assim ser a sua natureza, dizem os professores da Medicina, tem mutas virtudes medicinais”. Estas águas são sulfurosas e aconselhadas no tratamento de doenças epidérmicas e reumatismo.
Localização: Aldeia Nova fica a 14 km da sede do Concelho. O acesso é feito pela E.M.586. Situado num vale profundo, ainda se apresenta como um aglomerado muito rural.

Atividades Económicas

Agricultura, pecuária, fabrico de blocos de cimento, construção civil e pequeno comércio.

Festividades

Nossa Senhora da Graça (no mês de Julho)

Colectividades

Junta de Agricultores do Regadio Tradicional de Presas da Levada

Património

Igreja Matriz, Capela de Santa Bárbara, Capela de S. João, cruzeiros, chafariz e forno público

Brasão

Escudo de prata, com faixa de negro carregada de três vultos antropomórficos de prata, postos em pala e alinhados em faixa, entre duas fontes heráldicas em chefe e um vale de verde em campanha. Coroa mural de prata de três torres. Listel branco, com a legenda a negro: “Aldeia Nova —- Trancoso”.